segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

JV MANAUS - Governador José Melo lança programa que vai formar alunos em desenvolvimento de software para trabalhar em empresas



Estudantes do Ensino Fundamental, Médio e da Educação de Jovens e Adultos de escolas de Itacoatiara e Manacapuru, respectivamente a 267 e 68 quilômetros de Manaus, terão em 2015 a chance de aprender a desenvolver e programar softwares e aplicativos para equipamentos eletrônicos e conquistar uma vaga no mercado de trabalho. Lançado pelo governador do Amazonas, José Melo, nesta segunda-feira, 1º de dezembro, em Itacoatiara, o Programa de Formação de Desenvolvedores de Softwares é a primeira fase de um projeto que vai criar em 14 municípios do interior os escritórios especializados na prestação de serviços em tecnologia para empresas do Polo Industrial de Manaus (PIM).

Com o programa, o Governo do Amazonas está abrindo 800 vagas para estudantes dos dois municípios. O edital com os critérios de seleção está disponível nos sites da Secretaria de Educação do Estado (Seduc) e da Fundação Centro de Análise, Pesquisa e Inovação Tecnológica (Fucapi). As inscrições começam hoje, dia 1º de dezembro, e vão até o dia 13 de fevereiro. O curso tem duração de um ano. Ao final, 50 estudantes que obtiverem os melhores desempenhos serão contratados para prestar serviços na empresa TPV Vison Innovator, a primeira a apostar no programa e injetar recursos na identificação de talentos. Além da Seduc, a ação envolve a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação, a Universidade do Estado do Amazonas e a Fucapi.





Entusiasmado com o início do projeto, o governador José Melo afirmou que os esforços agora estão voltados para a conquista de novos parceiros empresariais para garantir o alcance da meta inicial de levá-lo a 14 cidades amazonenses. A solenidade que marcou a largada do projeto pioneiro aconteceu na Escola Estadual João Valério, em Itacoatiara, com a presença do prefeito, Mamud Amed, do secretário estadual de Educação, Rossieli Soares, de representantes das entidades parceiras e de centenas de estudantes e professores de escolas públicas da cidade.

“Esse é um trabalho para a criação de ilhas de excelência em desenvolvimento intelectual e em tecnologia, o pontapé para um grande projeto. Estamos iniciando na formação de alunos para desenvolver software, mas o desdobramento é instalar em 14 municípios escritórios especializados de prestação de serviços em tecnologia para as empresas. Os talentos que devem ser revelados vão atuar no escritório, consorciado a empresas”, frisou Melo.

Mercado de trabalho – Segundo o governador, a aposta na criação das ilhas de excelência em informática é uma forma de descentralizar o capital intelectual de Manaus e preparar jovens para o mercado de trabalho em vagas mais qualificadas. A inspiração é na experiência de países como a Índia, que se notabilizam pela exportação de serviços tecnológicos. “Isso é descentralizar o que hoje é muito concentrado na cidade de Manaus. E em segundo lugar, é uma forma de habilitar nossos jovens para o mercado de trabalho e não para o chão da fábrica, como é hoje por não ter o treinamento adequado. Queremos que eles ocupem melhores empregos”, pontuou.

Para a estudante Cyntianne Cabral, 16, que faz o segundo ano do ensino médio na Escola Estadual Vital de Melo, o ensino tecnológico surge como uma alternativa para quem busca uma profissão e ainda não tem perspectivas. “Esse projeto é uma oportunidade enorme para os estudantes. E está sendo fundado aqui em Itacoatiara. Isso significa muito para a gente porque os estudantes vão ter a chance de fazer um futuro em uma profissão”, comentou, após conhecer os detalhes de funcionamento do programa.

O secretário de Educação, Rossiele Soares, considera a parceria público-privada como grande impulso do projeto. “O curso começa imediatamente após o Carnaval do ano que vem. Eles vão aprender a desenvolver softwares. Qualquer software e programas que você utiliza no celular ou no computador é o que os alunos estarão aprendendo a fazer, também com um olhar comercial. A ideia do projeto é que, sem sair de Itacoatiara, eles possam trabalhar para os grandes conglomerados da área”, disse.

Inscrição - Para participar, o interessado deve ter conhecimentos básicos em informática e residir na cidade. Os detalhes estão disponíveis nos sites da Seduc (www.educacao.am.gov.br) e da Fucapi (www.fucapi.br/inscricoes). As inscrições estarão abertas do dia 1º de dezembro de 2014 ao dia 13 de fevereiro de 2015.

O exame de seleção para o projeto será realizado em duas etapas. A primeira é uma avaliação de 30 questões objetivas, que será aplicada no dia 1º de março de 2015, abrangendo Língua Portuguesa (10 questões), Matemática (10 questões) e Informática (10 questões). Os pré-selecionados passarão, na segunda e última etapa de seleção, por uma avaliação prática de Informática, agendada para a segunda quinzena de março do mesmo ano e que apontará os 800 classificados para participação no programa.

O resultado final com a relação dos 800 selecionados será divulgado em 25 de março de 2015 e as formações do programa iniciam no dia 13 de abril.

Mais investimentos em Itacoatiara – Primeira cidade a receber a visita do governador José Melo após a eleição de outubro, Itacoatiara foi definida como estratégica para o desenvolvimento econômico da Região Metropolitana de Manaus (RMM). Durante o discurso para professores, pais e alunos, Melo afirmou que vai retomar a briga pela extensão dos benefícios fiscais da Zona Franca de Manaus para os municípios da RMM. Adiantou ainda que defende que novos polos em estudo de implantação, como o de cosméticos, tenham instalação prioritária nos municípios do interior.

Melo confirmou o projeto de duplicação da AM-010 de Manaus até Itacoatiara e disse que planeja construir o grande porto das empresas do PIM na cidade. “Vai ser a próxima luta e a mais importante, que é a extensão dos benefícios da Zona Franca de Manaus para a Região Metropolitana. Quando isso ocorrer, teremos Itacoatiara e Manacapuru como dois municípios estratégicos para o desenvolvimento do Estado de forma harmônica. Itacoatiara, com a duplicação da estrada e a construção de um grande porto, passa a ser atrativa para todas as empresas que virão. Isso vai implicar no rebaixamento do linhão de Tucuruí”, afirmou.

De acordo com o governador, a proposta de duplicação da AM-010, e do novo porto industrial, também contempla melhorias no aeroporto municipal. Com essas ações, a expectativa é que a cidade se torne o principal entreposto logístico das empresas do PIM.

Projetos de piscicultura e fruticultura também serão realizados em Itacoatiara. As duas iniciativas são prioritárias no programa de diversificação da economia do interior do governo de José Melo. Os temas foram carro-chefe das propostas para o setor primário defendidas durante as eleições. Melo adiantou que está em negociações avançadas com o Banco do Brasil para aquisição de um terreno nas áreas das comunidades Novo Remanso, Lindoia e adjacências para a implantação dos tanques de criação de peixe em cativeiro e das áreas de plantio de frutas.

0 comentários:

Postar um comentário