terça-feira, 14 de junho de 2016

Governo do Amazonas dá início à campanha estadual de combate ao trabalho infantil



Com o tema “Não ao trabalho infantil na cadeia produtiva”, o Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc) e em parceria com o Ministério Público do Trabalho (MPT), o Fórum Estadual do Direito da Criança e do Adolescente (Fedca) e demais instituições, deu início à campanha estadual de combate ao trabalho infantil.

A abertura da programação foi marcada pela realização de uma videoconferência direcionada à comunidade escolar e aos servidores públicos que atuam na capital e nos 61 municípios do interior do Estado.


A videoconferência foi realizada na última sexta-feira (10) no Centro de Mídias de Educação da Seduc, localizado no bairro Japiim 2, zona sul de Manaus e contou com a participação do auditor fiscal do trabalho da Superintendência Regional do Trabalho no Amazonas, Daniel Arêa Barreto; da coordenadora do Fórum Estadual do Direito da Criança e do Adolescente, Elaine Elamid; da gerente de Atendimento à Criança, Adolescente e Idoso, Soraya Santana e da gerente de Programas, Projetos e Atendimento ao Escolar da Seduc, Adriana Boh.

De acordo com Adriana Boh, a proposta da campanha é mobilizar toda a comunidade escolar e a sociedade em geral para a fiscalização dos direitos da criança e do adolescente. “Incentivar as pessoas a serem agentes fiscalizadores dos direitos da criança e do adolescente é o maior objetivo dessa campanha. Por isso, estamos mobilizando toda a comunidade escolar e a sociedade para que se articule e faça parte dessa luta”, afirmou.

Programação - A campanha de combate ao trabalho infantil no Amazonas também se estenderá às escolas públicas da capital e do interior, nas quais serão realizadas palestras, caminhadas, dramatizações, oficinas e exposição de trabalhos realizados pelos alunos abordando a temática, rodas de conversa, apresentações de música e dança, concurso de redação, dentre outras atividades.

0 comentários:

Postar um comentário