sexta-feira, 3 de junho de 2016

Revezamento da Tocha Olímpica no Amazonas contará com grande esquema de segurança e escolta fluvial



O revezamento da Tocha Olímpica no Amazonas, nos dias 19 (domingo), 20 (segunda-feira) e 21 (terça-feira) de junho, irá contar com um grande esquema de segurança, desde a chegada da tocha no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, zona oeste de Manaus, seguindo todo o percurso que será feito na capital e nos municípios do interior (Presidente Figueiredo e Iranduba).
As ações também irão contar com acompanhamento em tempo real de câmeras monitoradas no Centro Integrado de Comando e Controle do Amazonas (CICC-AM), algumas serão realocadas no percurso.

Outro diferencial será uma Central Integrada de Recursos Fluviais liderada pela Marinha e composta pela Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros, para atender as necessidades de segurança quando a Tocha Olímpica passar por meio fluvial nas comunidades ribeirinhas de Iranduba.
Todo o planejamento foi discutido no “4° Workshop de Entregas e Refinamento dos Produtos Jogos Olímpicos Rio 2016 - Amazonas”, realizado pela Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), na avenida André Araújo, zona centro-sul, que encerrou na manhã desta quarta-feira (1º).
Integração - Segundo o secretário executivo adjunto de Planejamento e Gestão Integrada, coronel Dan Câmara, 35 órgãos das esferas federal, estadual e municipal vão participar da operação “Tocha Olímpica”, que prevê ações de segurança em via terrestre, aérea e fluvial. Dentre os órgãos, atuarão diretamente a Polícia Civil, Polícia Militar, Detran-AM, Corpo de Bombeiros, Departamento de Polícia Técnico-Científica, além de instituições de Defesa, Inteligência, Mobilidade, Fiscalização, Defesa do Consumidor, Saúde, entre outros.
Ainda segundo Dan Câmara, a medida é preventiva, já que historicamente, também  existem registros de atentados ou situações de risco antes na abertura oficial das Olimpíadas. “O percurso da tocha olímpica irá variar de 9 a 16 quilômetros em cada trecho. E estamos trabalhando para que nenhum incidente aconteça para tirar o brilho da festa olímpica”, informou.
Rotas - O percurso da chama olímpica contará com três grandes rotas. “Estamos fechando um plano específico que inicia com a chegada da tocha no aeroporto, passando pela primeira rota, que contempla a Arena da Amazônia e centro de Manaus. A segunda será na zona leste e a terceira e última rota finalizará com uma grande festa na praia da Ponta Negra”.
A partir do dia 14 de junho, o Sistema Integrado de Comando e Controle (SICC), localizado na avenida André Araújo, bairro Aleixo, ficará em sistema de sobreaviso e presencial para atuar na operação de revezamento da Tocha Olímpica.

0 comentários:

Postar um comentário