sexta-feira, 15 de julho de 2016

Governo do Amazonas lança Fórum de Comunicação Institucional e anuncia criação de Agência de Notícias



O governador Jose Melo assinou na manhã desta sexta-feira, dia 15 de julho, o Decreto n 37.110, que dispõe sobre a criação do  Fórum Estadual de Comunicação Institucional (Fecom). A assinatura ocorreu durante a realização do 1º Workshop em Mídias Sociais, no auditório da sede do Governo, na Compensa, ocasião em que também foi anunciado o lançamento, para o mês de agosto, da Agência de Notícias do Governo do Amazonas.
Primeiro evento do Fórum, o Workshop de Mídias Sociais reuniu assessores de comunicação dos órgãos da administração estadual e especialistas de diversas áreas relacionadas ao tema para debater sobre o uso das novas mídias no processo de comunicação, abrangendo não apenas a tecnologia, como também temas relacionados, dentre os quais o Marketing e o Direito. O evento contou ainda com a presença da presidente de honra do Fundo de Promoção Social (FPS), a primeira dama do Estado, Edilene Gomes de Oliveira.

No discurso de abertura, o governador José Melo ressaltou a importância da comunicação institucional no processo de divulgação dos serviços públicos prestados à população. “É preciso cada vez mais se pensar em formas de como alcançar o público para melhor comunicar as ações de governo. Se você não alcança seu público, você não atinge seus objetivos”, disse José Melo.
O secretário Estadual de Comunicação, Amaral Augusto, afirmou que, além de proporcionar a reciclagem e novos conhecimentos aos assessores que fazem a comunicação institucional do Governo do Amazonas, permitindo maior interação entre os órgãos, a criação do Fecom é o marco para o aprimoramento do processo de gestão da Secretaria Estadual de Comunicação (Secom). O evento não gerou custos para o Estado, uma vez que todos os palestrantes foram voluntários. 
Um dos novos canais de comunicação será a Agência de Notícias do Governo do Amazonas, que está em fase de homologação pela Prodam. “A nossa equipe tem trabalhado junto com a Prodam para colocar no ar a Agência de Notícias. Significa que todo esse processo, no qual os releases e vídeo releases que hoje percorrem um caminho muito longo até chegar às redações, será suprimido e substituído pela tecnologia. Quem tiver nas redações vai poder ter acesso a textos, fotografias e vídeos sem precisar de toda essa logística, com conteúdo disponível para download. Isso significa economia”, destacou o secretário.
Segundo Amaral Augusto, os eventos serão realizados a cada dois meses, sendo que o 2º Workshop de Comunicação Institucional, marcado para setembro, terá como tema  “Fotografia e Release na Era Digital”.
Fórum permanente – De caráter permanente, o Fecom vai coordenar os debates, capacitações, pesquisa e programas em atenção às demandas efetivas dos órgãos estaduais na área de comunicação pública. Sob a coordenação da  Secom, o Fórum também vai oferecer suporte aos órgãos estaduais nas demandas voltadas à área de comunicação pública; realizar parcerias com instituições públicas e privadas, visando a troca de experiências, o desenvolvimento de projetos, atividades, capacitações e treinamentos; e, ainda, planejar, organizar e elaborara manuais para padronizar a rede de comunicação governamental.
Além da Secom, o fórum terá representantes nos seguintes órgãos: Fundo de Promoção Social (FPS), Secretaria de Estado de Administração e Gestão (Sead), Processamento de Dados do Amazonas (Prodam) e da Universidade do Estado do Amazonas (UEA).
Palestrantes - O 1º Workshop de Mídias Sociais teve cerca de sete horas de debates, com temas relacionados às mídias sociais e seu uso no processo de comunicação. Abrindo as discussões, o gerente de Marketing e Comunicação do Sebrae-AM, Márcio Raphael Silva, trouxe o tema “Marketing na Era do Diálogo: o Valor Pelo Conteúdo”, no qual explanou sobre a importância do marketing de conteúdo nas mídias sociais. “A gente vive hoje no ambiente de rede e o processo da comunicação e do marketing precisa acompanhar essa tendência”, disse o especialista, ao ressaltar a necessidade de planejamento e estratégia para a eficiência da comunicação.
O consultor da Prodam, Glauber Gomes falou sobre “Utilização e Manuseio das Ferramentas nas Mídias Sociais”, enquanto a advogada Marcela Paulo trouxe a discussão para o campo jurídico. Com o tema “Do Bang Bang ao Juridiquês: Rede Social Não é Terra Sem Lei”, Marcela alertou para os cuidados que se deve ter com os conteúdos postados nas redes sociais.
As jornalistas Amanda Mota e Roberta Bindá, apresentaram experiências bens sucedidas nas redes sociais. No caso de Bindá, a Fan Page “Amazonas Social”, que inovou na forma de divulgar no Facebook as ações do Fundo de Promoção Social (FPS) e de toda uma rede de instituições que atua com assistencialismo no Estado. Em apenas um ano, o Amazonas Social alcançou números expressivos, com postagem que já chegou a alcançar 3 milhões de acessos e destaque para o fato de todos os acessos serem orgânicos (não patrocinados). Amanda Mota também apresentou como case de sucesso a Fan Page da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) com seus mais de 30 mil seguidores.
Com o tema “Para que Servem e Como Utilizar os Números nas Redes Sociais para Entender Nossa Posição”, o diretor executivo da Opinião Comunicação e Estratégia, Paulo Petitinga, trouxe um perfil das principais Mídias Sociais disponíveis, com seus públicos, horários de pico e como fazer a mensuração dos resultados obtidos para um melhor direcionamento da estratégia de comunicação.

0 comentários:

Postar um comentário