segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Do G1 - OAB quer que Cármen Lúcia decida logo sobre delações da Odebrecht



A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) defendeu que a presidente do Supremo Tribunal Federal decida já se aceita ou não a delação premiada dos executivos da Odebrecht. Essa decisão seria tomada pelo ministro Teori e, agora, a pressão de muitos é para que não haja atraso, porque pode acabar beneficiando os corruptos e corruptores.

Executivos e ex-executivos da Odebrecht ainda têm que prestar novo depoimento, sem a presença de procuradores, para confirmar se aceitaram a delação premiada por vontade própria. Quem será o relator? Existem algumas possibilidades no processo de escolha e o presidente Michel Temer já avisou que só vai indicar o substituto de Teori Zavascki depois que o novo relator da Lava Jato for escolhido pelo Supremo.

0 comentários:

Postar um comentário