segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

JV BC - Prefeitura constrói pontes, garantindo o direito de ir e vir de famílias atingidas pela enchente em Benjamin Constant



A Prefeitura Municipal de Benjamin Constant através da Secretaria de Obras e Urbanismo e, Secretaria de Planejamento e Administração, juntamente com a Coordenadoria da Defesa Civil Municipal, começou nesta terça-feira (07/02) a construção de pontes de madeira nos locais onde a subida das águas dos rios Javari e Solimões já lidam com a enchente. A resposta ao fenômeno que anualmente ocorre, garante o direito de ir e vir às centenas de famílias atingidas.

Três dias antes de o Beco 5 de Setembro, localizado no Javarizinho – primeiro da zona urbana a ser inundado pelas águas do rio, a equipe responsável pela construção das pontes já estava no local avaliando a situação e planejando o início dos trabalhos. Coordenada pelo Engenheiro Fernando Cunha, secretário municipal de obras, em conjunto com Waldercley Bezerra ‘Agulha’, coordenador da Defesa Civil no município, a construção das pontes começaram de imediato, tendo sido analisadas como prioridade nas ações de resposta a enchente, que dá segurança as pessoas que precisam transitar por estes locais durante este período.
As pontes em madeira, construídas com diferença de 1 metro e meio acima da cota do Rio Solimões – que no dia 04 de fevereiro era de 11 metros e 34 centímetros, vão garantir a circulação de pessoas por um bom tempo. As estruturas possuem suportes que poderão, de acordo com a subida das águas, serem ajustados caso ocorra a necessidade de elevação deste nível.
“Essa iniciativa do Executivo Municipal através da Defesa Civil é muito importante, uma vez que as famílias que já sofrem com a enchente tem pressa, e essa pressa precisa ser assistida pelos órgãos competentes. A construção das pontes é apenas uma parte da assistência que nós devemos dar a essas pessoas. Acredito que teremos o apoio não somente do Governo Municipal, mas do Governo Estadual e Federal, para continuarmos dando auxílio a essas famílias, minimizando os prejuízos causados nesse período”, destacou o coordenador da DC, Waldercley ‘Agulha’.
Na zona urbana, além do Beco 5 de Setembro, também foram construídas pontes na Rua 5 de Setembro no Centro e na Rua A do bairro Agropalm. Na zona rural, no acesso entre Monte da Redenção a Porto Cordeirinho. Até o momento já foram construídas 570 metros de pontes. Com a de Porto Cordeirinho ligando a comunidade de Filadélfia, programada para esta segunda-feira (13/02), essa estimativa chegará a 770 metros.
Para dona Maria, moradora da comunidade de Monte da Redenção, a ação no início da enchente é de causar surpresa. “Fiquei admirada com a construção da ponte logo que a ‘cheia’ chegou. Todos nós daqui ficamos. Antigamente só ‘iam’ lembrar da gente depois de muita insistência, quando a água já estava era entrando dentro das nossas casas. Fico feliz em saber que o prefeito David está dando o mesmo tratamento ‘de lá’ pra gente daqui da comunidade”, enfatizou.
A Defesa Civil de Benjamin Constant mesmo antes do Rio Solimões atingir a cota de 12 metros – indicativo de alerta, vem respondendo com o apoio da Prefeitura Municipal com ações preventivas ao fenômeno da enchente. Visitações de sensibilização quanto aos cuidados durante este período, assim como a atualização de cadastros dos moradores de áreas de risco, também são algumas das atividades que os voluntários da DC vêm realizando.

Por Olivaldo Bruno – Assessor de Comunicação da PMBC, com informações da Coordenadoria Municipal de Defesa Civil.

0 comentários:

Postar um comentário