sexta-feira, 17 de março de 2017

Barco PAI “Todos pela Vida” leva novo método preventivo do câncer de colo uterino às mulheres do interior



Mulheres de comunidades ribeirinhas do interior do Amazonas terão acesso ao exame preventivo mais moderno e eficaz no diagnóstico de inflamações pré-cancerosas e do câncer de colo de útero na sua fase inicial. Com maior precisão que o papanicolaou convencional, a citologia em meio líquido será oferecida no barco do Programa de Atendimento Itinerante (PAI) “Todos pela Vida”, inaugurado pelo governador José Melo e que inicia atendimentos pela calha do rio Juruá, reforçando o combate ao câncer de colo de útero, o mais frequente e o que mais mata as mulheres amazonenses.


Reformado com financiamento do Fundo de Promoção Social (FPS), presidido pela primeira-dama Edilene Gomes de Oliveira, o barco “Todos pela Vida” integra o programa da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc). Além dele, outras duas embarcações estão recebendo investimentos de R$ 7 milhões para recuperação e equipagem.

A embarcação leva serviços de cidadania e saúde à população das comunidades mais isoladas do Estado e entra em funcionamento com uma série de serviços pelos municípios da calha do Juruá. Além do novo método preventivo, o barco também vai ajudar no combate à proliferação da malária com a entrega de mosquiteiros e atender pessoas com deficiência com cadeiras de roda, muletas e kits dormitórios (cama, colchão e ventilador).

A adoção do novo método de exame preventivo para identificar lesões pré-cancerosas no colo do útero coloca o Estado em posição de destaque no cenário nacional de saúde. Apesar de criado há mais de duas décadas e de sua alta eficácia, o método de citologia em meio líquido é pouco empregado na rede pública de saúde do país por ser mais caro que o papanicolaou convencional. Somente o Pará oferece o exame.

A coleta de amostras no colo uterino para o exame acontece da mesma forma que no papanicolaou. A mudança é no processamento. Com o método da citologia em meio líquido, o material colhido é processado em um aparelho que separa as células de mucos vaginais e sangue. Essa seleção aumenta as possibilidades de acerto na pesquisa de lesões no colo do útero.

“Com esse tipo de preventivo, os chamados artefatos, que são sangue e outras secreções, tão comuns no exame, são eliminados. Esses artefatos causam exames falso-negativos ou insatisfatórios. Com a citologia em meio líquido, 100% das células são aproveitadas para o exame ao contrário do papanicolaou convencional, que só apresenta 20% dessas células”, explica a ginecologista Mônica Bandeira, especialista em câncer de colo uterino da Fundação Centro de Controle de Oncologia do Amazonas (FCecon).

Enquanto o papanicolaou tem algo em torno de 50% de precisão, a citologia em meio líquido apresenta, em média, 80% de sensibilidade. “A coleta é feita da mesma forma, não há diferença para a mulher. A mudança é a alta tecnológica. A citologia em meio líquido é um exame de melhor qualidade usado no mundo inteiro há mais de 20 anos, em laboratórios particulares, através de convênios, mas não disponibilizam no SUS. Seremos o segundo Estado do país a oferecê-lo, uma decisão histórica”, enfatizou a médica.

Imunização contra o HPV
A melhora nos métodos de rastreio é uma ferramenta fundamental para prevenir o câncer no colo uterino. O Estado implantou de forma pioneira a imunização de meninas contra o HPV, vírus causador da doença. Este ano, a vacina será oferecida aos meninos, imunizando mais de 80 mil crianças e adolescentes. “Esse exame representa melhoria do rastreio do câncer de colo do útero, alcançando exatamente as mulheres que tem mais obstáculos e dificuldades em realizar o seu preventivo”, acrescentou Mônica Bandeira.

Os exames realizados durante os atendimentos do barco PAI ‘Todos pela Vida’ serão encaminhados à Manaus para laudo. Nos casos em que houver alteração, a Secretaria de Estado de Saúde (Susam) vai providenciar o tratamento imediato, afirmou a secretária de saúde, Mercedes Gomes.

0 comentários:

Postar um comentário