terça-feira, 11 de julho de 2017

Eduardo Braga quer esclarecimentos da Infraero sobre desmonte do complexo aeroportuário de Manaus



O senador Eduardo Braga (PMDB/AM) coloca em votação, nesta terça-feira (11/07), na Comissão de Serviços de Infraestrutura (CI) do Senado, requerimento de sua autoria que convida o presidente da Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária), Antônio Claret de Oliveira, a prestar esclarecimentos sobre a desativação do "Eduardinho" a partir de agosto e a privatização do Aeroporto Internacional Eduardo Gomes.


Presidente do colegiado, o parlamentar está preocupado, especialmente, com a situação dos usuários do "Eduardinho", terminal que atende exclusivamente o interior amazonense, e com o futuro dos mais de dois mil funcionários do setor no estado. Eduardo Braga quer, ainda, explicações da empresa sobre o impacto das duas medidas na economia do Amazonas.

“Nós precisamos de transporte aéreo eficiente, barato e democraticamente distribuídos neste país. O que temos visto, no entanto, é o contrário”, disse o senador, que defende, há muitos anos, a criação de uma política dedicada a integrar todo o território brasileiro por meio de incentivos à aviação regional. “Costumo dizer que, no interior do Brasil, a diferença entre a vida e morte, muitas vezes, é o acesso a um socorro aéreo. Portanto, a passagem aérea é importante nessas regiões do ponto de vista social, econômico e cultural.”

Emenda à LDO –  Para estimular esse segmento que ainda oferece um serviço precário, irregular e caro aos brasileiros, Eduardo Braga conseguiu aprovar, na semana passada, na Comissão de Serviços de Infraestrutura (CI), uma emenda à Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) 2018. Ela determina como meta para a União a construção, reforma e reaparelhamento de aeroportos e aeródromos de interesse regional.

1 comentários:

Blogs da Amazônia disse...

Muito bom. Gostei dessa matéria.

Postar um comentário