sábado, 2 de junho de 2018

Polícia Civil apreende espingarda, drogas e medicamentos sem procedência durante ação deflagrada em Benjamin Constant


Foto: Policia Militar
A Polícia Civil do Amazonas deflagrou na manhã desta sexta-feira (1°/6), em Benjamin Constant, município distante 1.121 quilômetros em linha reta da capital, mais uma fase da operação “Peregrino”, que culminou nas apreensões de arma de fogo, drogas e medicamentos sem procedência confirmada durante o cumprimento de mandados de busca e apreensão.
Ao longo dos trabalhos no lugar, as celas da 47ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP), que funciona como unidade prisional, foram revistadas.
Coordenada pelo delegado-geral adjunto da instituição, Antonio Chicre Neto, a operação iniciou por volta das 6h. As ordens judiciais foram expedidas no dia 30 maio deste ano, pela juíza Jacinta Santos, titular da Comarca de Benjamin Constant.
“Essa fase da operação “Peregrino” foi desencadeada em Benjamin Constant. Assim como as outras ações deflagradas em outros municípios, o intuito dos trabalhos é desarticular o tráfico de drogas doméstico, que tanto incomoda a população local, pois, por meio dessa prática ilícita, ocorrem outros crimes, como furtos, roubos e homicídios. Hoje os moradores de Benjamin Constant aplaudiram o trabalho realizado pela Polícia Civil naquele município”, ressaltou Antonio Chicre Neto.
Materiais apreendidos – Ao longo das diligências os policiais civis apreenderam uma espingarda, 14 papelotes e mais 13 trouxinhas de oxi, 13 trouxinhas de maconha, um caderno contendo anotações relacionadas à comercialização de entorpecentes naquela cidade, um aparelho celular e medicamentos sem procedência confirmada.
Conforme Antonio Chicre Neto, dez pessoas foram conduzidas à 47ª DIP, onde prestaram esclarecimentos em torno dos crimes identificados ao longo da ação. Elas foram liberadas em seguida. A autoridade policial ressaltou que as investigações terão continuação, até que os responsáveis sejam localizados e possam responder criminalmente pelos delitos cometidos.
Revistas nas celas – Fazendo parte dos trabalhos em torno da operação “Peregrino”, as equipes policiais retiram das celas 30 presos de Justiça, custodiados na 47ª DIP, para realização de revista. Ao longo dos trabalhos os policiais realizaram revista minuciosa na carceragem, entretanto não encontraram qualquer tipo de situação ilícita no lugar.
Efetivo – Participaram da operação 35 policiais civis lotados nos gabinetes do delegado-geral e delegado-geral adjunto, Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Denarc), Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Veículos (Derfv), Grupo Força Especial de Resgate e Assalto (Fera) e 47ª DIP de Benjamin Constant.
Operação Peregrino – De acordo com o delegado Antonio Chicre Neto, além de Benjamin Constant, a operação “Peregrino” já foi deflagrada nos municípios de Borba, Lábrea, Eirunepé, Coari, Autazes, Maués, Parintins, Careiro Castanho, Tefé e, ao longo de quinta-feira (31/5), no município de Tabatinga.
A autoridade policial informou que em Tabatinga a ação resultou nas prisões de seis pessoas, sendo três em cumprimento a mandados de prisão por crimes distintos e três em flagrante, por envolvimento com o tráfico de drogas. Outras nove pessoas foram detidas para prestarem esclarecimentos e liberadas em seguida.
O delegado-geral adjunto da Polícia Civil do Amazonas destacou os trabalhos que vêm sendo realizados pela instituição em combate à criminalidade no interior do Estado. “Durante as operações “Peregrino”, prendemos, aproximadamente, umas 100 pessoas por envolvimento em crimes distintos. Com esse trabalho conseguimos tirar de circulação esses indivíduos e, assim, trazer mais tranquilidade para as pessoas que moram nesses municípios do interior do Estado”, finalizou Antonio Chicre Neto.



0 comentários:

Postar um comentário