quinta-feira, 4 de maio de 2017

JV BC - Agentes Comunitários de Saúde tomam posse em Benjamin Constant



A Prefeitura de Benjamin Constant deu posse nesta quarta-feira (03/05), a 68 Agentes Comunitários de Saúde (ACS), aprovados no último concurso público. O evento aconteceu no auditório da Biblioteca Pública Municipal Francisco Soares de Assis.
Participaram da solenidade o prefeito municipal em exercício, Dr. Sebastião Dias da Silva Filho, a secretária de governo, Salaniza da Cruz, o secretário executivo da saúde, enfermeiro

Raimundo Coelho, a presidente da comissão do concurso público, Alcione Melquiades e, representando o poder legislativo, o vereador Etã Castelo Branco, além do secretariado do executivo, amigos e familiares dos ACS.
Durante o evento o secretário executivo da saúde, Raimundo Coelho, exaltou o trabalho de ACS, destacando a importância da comunicação entre a comunidade e o sistema de saúde pública. “O agente de saúde é muito importante na interlocução entre as famílias e o sistema de saúde. O trabalho de vocês tem uma dimensão enorme, pois o agente é a porta de entrada para a atenção básica de saúde. Nós, da SEMSA desejamos boas-vindas a todos e que possam desenvolver um excelente trabalho”, discursou.
Para o prefeito em exercício, secretário municipal de saúde Sebastião Dias, o papel do agente comunitário no contexto da proposta da secretaria é muito importante, pois são os olhos da SEMSA junto à população. “Precisamos trabalhar em harmonia, de maneira a ajudar a melhorar a saúde no município, pois o trabalho de todos são de suma importância nessa proposta. Minha expectativa é a melhor possível, que possam trabalhar com apreço junto à comunidade”, destacou.
Os novos profissionais da saúde receberam na última semana uma capacitação com os técnicos da SEMSA e já começam a atuar na comunidade nesta quinta-feira.

O Agente Comunitário de Saúde
Oficialmente implantado pelo Ministério da Saúde em 1991, o então Programa de Agentes Comunitários de Saúde (PACS) teve início no fim da década de 80 como uma iniciativa de algumas áreas do Nordeste (e outros lugares, como o Distrito Federal e São Paulo) em buscar alternativas para melhorar as condições de saúde de suas comunidades. Era uma nova categoria de trabalhadores, formada pela e para a própria comunidade, atuando e fazendo parte da saúde prestada nas localidades.
Hoje, a profissão de agente comunitário de saúde (ACS) é uma das mais estudadas pelas universidades de todo o País. Isso pelo fato de os ACS transitarem por ambos os espaços – governo e comunidade – e intermediarem essa interlocução. O que não é tarefa fácil.
O agente comunitário de saúde tem um papel muito importante no acolhimento, pois é membro da equipe que faz parte da comunidade, o que permite a criação de vínculos mais facilmente, propiciando o contato direto com a equipe.

0 comentários:

Postar um comentário